Ouça a Rádio Alvorada

Play
Pause

22 de June de 2024

Ouça a Rádio Alvorada

Play
Pause

Teixeira de Freitas está em risco alto para chikungunya, dengue e zika após aumento de mais de 100% nos casos de arboviroses

Compartilhe:

O município de Teixeira de Freitas já se encontra em Risco Alto (nível 3) para as ocorrências de arboviroses. Desde janeiro, já foram notificados à Vigilância Epidemiológica (VIEP) 1.702 casos de arboviroses, sendo que, somente na semana entre os dias 3 e 10 de março, foram informados 558 casos, um aumento de 107,4% em relação à semana anterior.

De acordo com o último censo de ocupação de leitos, há seis pacientes internados na enfermaria e nenhum em leito de UTI, tanto no Hospital Municipal como na rede privada. Na Unidade Municipal Materno Infantil (UMMI), há duas crianças internadas. Houve um óbito por chikungunya, de um homem de 33 anos com comorbidades.

 

Números na Bahia

Dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) apontam que a Bahia tem 175 municípios em estado de epidemia de Dengue. Outros 67 estão em risco e 18 em alerta. São 45.386 casos prováveis da doença até o dia 9 de março de 2024, marcando um aumento de 307,7% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

No mesmo período, foram notificados 3.918 casos prováveis de Chikungunya no estado. Em 2023, foram 4.747 casos prováveis da doença, o que representa uma redução de 17,5%. Já os casos de Zika tiveram um incremento de 38,2% em relação ao ano passado, saltando de 335 casos prováveis em 2023 para 463 casos prováveis em 2024.

 

Letalidade

A Bahia possui um dos menores índices de letalidade por dengue em todo o país, girando em torno de 1,40%, enquanto a média nacional é de 3,09%. O cálculo é feito com base nos casos notificados que evoluem para a forma grave da doença.

Ao todo, 12 óbitos por dengue foram confirmados pela Câmara Técnica Estadual de Análise de Óbito da Sesab nas cidades de Vitória da Conquista (3), Jacaraci (4), Piripá (1), Irecê (1), Feira de Santana (1), Barra do Choça (1) e Ibiassucê (1).

Em 2024, foram registrados dois óbitos por chikungunya nos municípios de Teixeira de Freitas e Ipiaú. Nenhum óbito por zika foi confirmado.

 

Mobilização

Para conter o avanço do Aedes aegypti, a Prefeitura de Teixeira de Freitas tem realizado uma série de ações voltadas ao combate do mosquito. Entre elas, aplicação de pulverizador costal com inseticida, monitoramento por drone de estruturas que apresentam água parada, mutirões em bairros voltados para a coleta de entulhos nas vias públicas e visitas domiciliares pelos Agentes de Combate às Endemias (ACE).

Após reivindicação da administração pública, o governo do Estado disponibilizou o carro de dispersão de inseticida, conhecido como “fumacê”. O município está aguardando data para sua circulação, conforme cronograma da Sesab.

No âmbito estadual, a Secretaria da Saúde do Estado está realizando, entre os dias 11 e 15, a Semana de Mobilização e Combate ao Mosquito Aedes aegypti, com o objetivo de intensificar as ações de sensibilização e mobilização para a prevenção.

Nesta terça-feira (12), serão feitas ações em órgãos públicos estaduais, como a vistoria de prédios e limpeza de áreas.

 

Fonte e fotos: Ascom/PMTF e Ascom/Sesab

Compartilhe:

Leia mais

Investimentos da Apple na Bahia
PRF
Processo contra deputados
Demarcação terra indigena
Acao MPF
Bicho preguiça resgatado
Cumprimento mandados
Estudo de potencial
Sac Movel
Recursos assentamentos capa
Hospital Costa das Baleias capa
Policia Civil

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023 ©. Todos os direitos reservados

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023
© Todos os direitos reservados