Ouça a Rádio Alvorada


Warning: Undefined array key "show_miniplayer_note_bt" in /home/u293835420/domains/alvoradaoficial.com.br/public_html/wp-content/plugins/mp3-music-player-by-sonaar/includes/widgets/sr-music-player.php on line 11617
Play
Pause

24 de July de 2024

Ouça a Rádio Alvorada


Warning: Undefined array key "show_miniplayer_note_bt" in /home/u293835420/domains/alvoradaoficial.com.br/public_html/wp-content/plugins/mp3-music-player-by-sonaar/includes/widgets/sr-music-player.php on line 11617
Play
Pause

Júri que absolveu pai suspeito de matar bebê na BA entendeu que morte foi mesmo provocada por acidente, diz advogado

Compartilhe:

 

O júri que absolveu o homem de 41 anos suspeito de matar o filho, um bebê de nove meses, e alegar que a criança morreu após cair de um carro em movimento, no sul da Bahia, entendeu que não houve assassinato. Conforme a defesa do suspeito, os jurados entenderam que o garoto realmente foi vítima de um acidente, que teria sido provocado por negligência dos pais. A informação foi confirmada ao G1 pelo advogado Gean Prates, que defende o Jorge Mendes Carneiro, e pela Justiça, na tarde desta quinta-feira (18).

O julgamento ocorreu na quarta-feira (17), no fórum localizado em Prado, mesma cidade onde o crime aconteceu. O julgamento começou às 10h e só foi finalizado por volta das 20h, cerca de 10h depois. O suspeito foi absolvido por quatro votos a três. Ainda não se sabe se o Ministério Público da Bahia (PM-BA) irá recorrer da decisão.

A mãe do bebê e mulher do suspeito, Erisangela Santos Silva, de 38 anos, que também chegou a ser investigada e presa por participação no suposto homicídio, participou do julgamento. Ela foi ouvida como testemunha de defesa. Parentes da mulher também estavam na audiência e usaram uma blusa onde se lia “acreditamos em você”, por acreditarem na inocência do pai da criança.

Caso

A situação ocorreu no dia 29 de outubro de 2016, mas os pais da vítima só registraram o ocorrido no dia seguinte. Para a polícia, o pai da criança contou que o bebê estava no banco de trás, na cadeirinha, mas sem o cinto de segurança. De acordo com ele, na trepidação da estrada, a criança foi derrubada da cadeira e conseguiu abrir a porta do carro, o que causou a queda. Ele contou ainda que socorreu o filho até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Prado, mas a criança não resistiu aos ferimentos.

Júlio César Telles, delegado responsável por investigar o caso, considerou a versão contraditória com os fatos e suspeitou que a criança foi vítima de agressão. Durante as investigações, a polícia tomou conhecimento de que a criança já tinha sido agredida em agosto do mesmo ano, na cidade de São Félix do Coribe, no oeste da Bahia.

A Justiça determinou o pedido de exumação do corpo da vítima, que passou por uma segunda perícia, para elucidar a investigação do caso. A partir dessa exumação, as agressões foram constatadas e o casal foi preso, em dezembro do ano passado. Em seguida, a mãe foi liberada, porque a Justiça entendeu que não havia elementos para incriminá-la e o pai continuou preso.

G1

Compartilhe:

Leia mais

Forum Itabela
Investimentos da Apple na Bahia
PRF
Processo contra deputados
Demarcação terra indigena
Acao MPF
Bicho preguiça resgatado
Cumprimento mandados
Estudo de potencial
Sac Movel
Recursos assentamentos capa
Hospital Costa das Baleias capa

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023 ©. Todos os direitos reservados

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023
© Todos os direitos reservados