Ouça a Rádio Alvorada

Play
Pause

17 de June de 2024

Ouça a Rádio Alvorada

Play
Pause

Dia do Estudante 11 de agosto

Compartilhe:

O “Dia do Estudante” é comemorado no Brasil dia 11 de agosto. A data é celebrada desde 1927, ano que completou o centenário da criação dos cursos de Direito no país.

No dia 11 de agosto de 1.827, Dom Pedro I autorizou os primeiros cursos superiores em Direito, localizados em Olinda (PE) que deu origem à Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e a outra em São Paulo (SP), que deu origem à Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP).

As primeiras instituições voltadas ao ensino superior que surgiram no Brasil foram em 1808, como as academias de Cirurgia e Anatomia, da Guarda Marinha, alguns anos depois de Agricultura, de Pintura e Escultura, entre outras.

Apesar da existência de outros cursos antes do curso de Direito, o Dia do Estudante tem como menção o Direito pois o mesmo marcou a história da educação no país. A USP foi fundada em 1.930 e antes de sua criação, foi um ponto significativo para reunir pessoas que debatiam sobre pensamento crítico cultural, sociológico, antropológico, jurídico e político. Os acadêmicos de bacharéis em Direito discutiam ideias como abolicionismo, republicanismo, conservadorismo, liberalismo, entre outros. Por este motivo, o Direito tornou-se referência em comemoração ao Dia do Estudante.

Nesta mesma data, 11 de agosto, onde surgiu a área jurídica no território brasileiro, também é comemorado o “Dia do Advogado”.

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC)  e a Constituição Federal devem ser seguidas e executadas pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios. As regulamentações garantem o direito à educação, na educação básica (infantil, fundamental e ensino médio) e educação superior. Na educação superior, não é exigido que os Estados garantam que todos os cidadãos cursem esta modalidade, no entanto, devem garantir que a população tenha acesso público e gratuito a ela.

O investimento financeiro na educação ainda não é o suficiente para proporcionar aos brasileiros ensino de qualidade. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os índices de analfabetismo, de evasão escolar e falta de acesso aos estudos são muito elevados. Em muitos lugares a população sofre ainda pela falta de profissionais, de material didático, de estabelecimento e até mesmo com a distância percorrida diariamente para chegar ao local de estudo.

Compartilhe:

Leia mais

Investimentos da Apple na Bahia
PRF
Processo contra deputados
Demarcação terra indigena
Acao MPF
Bicho preguiça resgatado
Cumprimento mandados
Estudo de potencial
Sac Movel
Recursos assentamentos capa
Hospital Costa das Baleias capa
Policia Civil

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023 ©. Todos os direitos reservados

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023
© Todos os direitos reservados