Ouça a Rádio Alvorada

Play
Pause

28 de May de 2024

Ouça a Rádio Alvorada

Play
Pause

Campeão da MotoGP em 2006 não resiste a ferimentos e morre aos 35

Compartilhe:

 

Campeão da MotoGP em 2006, o americano Nicky Hayden não resistiu aos ferimentos causados por um atropelamento sofrido na última quarta-feira, em Riccione, na Itália. O piloto da Honda no Mundial de Superbike andava de bicicleta quando foi atingido por um carro de passeio. Ele estava internado no Hospital Maurizio Bufalini, na cidade vizinha de Cesena, e tinha 35 anos.
– A equipe médica verificou a morte do paciente Nicholas Patrick Hayden, que estava sob cuidados desde a última quarta-feira, 17 de maio, na unidade de tratamento intensivo em consequência de diversos traumas muito severos, ocorridos no mesmo dia – diz o comunicado oficial do hospital.
O impacto fez com que Hayden girasse pelo capô, quebrando o para-brisas, para depois ir ao chão. Ele sofreu um grave hematoma cerebral, além de uma fratura exposta na perna. Na quarta-feira o hospital já havia liberado um comunicado informando que o piloto estava muito fraco para se submeter a uma intervenção cirúrgica, por conta da excessiva perda de sangue.
O piloto da Honda na Superbike treinava em grupo com outros ciclistas no momento do acidente, Na imagem é possível ver o quão danificado ficou o carro. Hayden correu na MotoGP de 2003 a 2015 por Honda e Ducati, assim como pela equipe privada Aspar. O piloto ficou famoso por ter “roubado” o título de 2006 de Valentino Rossi. No ano passado ele migrou para a nova categoria e encerrou o campeonato em quinto lugar. Na temporada 2017 o americano estava na 13º posição.
Hayden não tem filhos, mas deixa a noiva, Jackie, os pais Earl e Rose, além de dois irmãos e duas irmãs: Roger Lee, Tommy, Jenny e Kathleen. Alguns ex-companheiros do americano lamentaram a perda e prestaram solidariedade nas redes sociais.
– Não posso acreditar. O mais fácil e bom garoto que já encontrei em um paddock na minha vida! Te amo, Nicky! Descanse em paz – postou Aleix Espargaró.
Pilotos de outras categorias também manifestaram apoio à família através das redes sociais. Os brasileiros Felipe Massa, piloto da Williams na Fórmula 1, e Felipe Nasr, ex-Sauber, prestaram solidariedade.
– R.I.P. Nicky Hayden. Meus pensamentos estão com sua família (em inglês). Muita força à sua família. Dia muito triste para o esporte! – postou o brasileiro.
 
Sportv

Compartilhe:

Leia mais

Investimentos da Apple na Bahia
PRF
Processo contra deputados
Demarcação terra indigena
Acao MPF
Bicho preguiça resgatado
Cumprimento mandados
Estudo de potencial
Sac Movel
Recursos assentamentos capa
Hospital Costa das Baleias capa
Policia Civil

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023 ©. Todos os direitos reservados

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023
© Todos os direitos reservados