Ouça a Rádio Alvorada

Play
Pause

22 de June de 2024

Ouça a Rádio Alvorada

Play
Pause

Mais de 100 cidades baianas são afetadas pela onda de calor e podem ter sensações térmicas acima de 40ºC

Compartilhe:

Municípios do oeste da Bahia podem atingir sensação de 43ºC, conforme o Inmet.

Os baianos estão tendo que lidar um calor acima do normal nos últimos dias e, em muitas cidades, os termômetros e as sensações térmicas podem passar dos 40ºC nesta sexta-feira (17). O aumento das temperaturas está relacionado à onda de calor e a baixa umidade, que atingem a maior parte do país.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), há grande risco de incêndios florestais. Além disso, o calorão pode causar danos à saúde, como dores de cabeça e doenças pulmonares.

Na Bahia, mais de 100 cidades são afetadas pela onda de calor. Entre as regiões, estão o sul e extremo sul, norte, oeste e parte do sudoeste. Entre as cidades, estão Barreiras, Luís Eduardo Magalhães, Vitória da Conquista e Medeiros Neto.

O oeste da Bahia é uma das regiões que mais vai sofrer o impacto da onda de calor. Nas cidades de Formosa do Rio Preto, Santa Rita de Cássia, Correntina, Bom Jesus da Lapa e Ibotirama, a sensação térmica pode chegar a 43º nesta terça-feira. Além disso, a umidade dor ar nesses locais está abaixo dos 20%, quando o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 60%.

Do oeste da Bahia à Chapada Diamantina: mais de 150 cidades podem ser atingidas por onda de calor no estado

Em Barreiras, a maior cidade da localidade, os termômetros podem chegar a 41ºC nesta terça-feira. Na quarta, a máxima segue em 40°C e continua assim até a sexta, quando a máxima ficará em 39ºC.

Em Luís Eduardo Magalhães, a máxima pode chegar a 36ºC na quarta-feira (15). Na quinta, apesar do tempo nublado e da possibilidade de chuva, a maior temperatura prevista é de 35ºC.

Como se prevenir

  • Beba bastante líquido e evite álcool e café, pois desidratam;
  • Evite atividades físicas intensas e ao ar livre;
  • Evite exposição ao sol nas horas mais quentes do dia. Se for inevitável, improvise um guarda-chuva para sair a céu aberto;
  • Use protetor solar, inclusive em casa;

Aplique hidratante para pele e umidifique o ambiente – baldes de água espalhados pela casa ajudam;

  • Prefira roupas leves e folgadas;
  • Opte por ficar em locais frescos e ventilados.

Em caso de sintomas como tontura, náusea ou dor de cabeça, busque um local fresco e tente repousar. Caso os sintomas persistam, procure atendimento médico. Públicos específicos estão mais propensos a sofrer problemas relacionados ao calor. São eles:

  • Idosos: eles têm uma menor capacidade de suar, que é o mecanismo usado pelo corpo para se resfriar. Além disso, os idosos também estão mais suscetíveis à desidratação, porque têm um percentual menor quantidade de água no corpo.
  • Bebês e crianças: os pequenos têm o metabolismo mais acelerado, ou seja: produzem mais calor. Além disso, o sistema de controle de temperatura corporal das crianças é menos desenvolvido do que o dos adultos.
  • Pessoas doentes ou debilitadas: enfermidades como diabetes, doenças cardíacas ou pulmonares podem prejudicar a capacidade do corpo de regular a temperatura.

 

 

 

 

 

 

Compartilhe:

Leia mais

Investimentos da Apple na Bahia
PRF
Processo contra deputados
Demarcação terra indigena
Acao MPF
Bicho preguiça resgatado
Cumprimento mandados
Estudo de potencial
Sac Movel
Recursos assentamentos capa
Hospital Costa das Baleias capa
Policia Civil

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023 ©. Todos os direitos reservados

Rede Sul Bahia de Comunicação - 2023
© Todos os direitos reservados